Saiba quando substituir o fluído da direção hidráulica

Uma questão não muito levantada porém de grande importância é a seguinte: você sabe quando trocar o fluído da direção hidráulica?

Todo proprietário de automóvel tem a consciência de que é necessário realizar a troca do óleo do motor do seu carro, seja num determinado prazo ou quando atinge a quilometragem que consta no manual do proprietário do seu possante. A necessidade da troca de óleo se dá pelo fato dele ser utilizado com alterações na temperatura, e por resíduos restantes do processo de combustão dentro do cilindro.

Diferente do motor, os sistemas de direção hidráulica ou eletro-hidráulica são fechados, o que permite a utilização dos fluídos sem contato com substâncias que possam comprometê-los e isso diminui muito, algumas vezes até zerar a necessidade da substituição desses fluídos.

No entanto, é necessário estar atento ao nível do fluído no reservatório. Caso o nível esteja abaixo do normal, pode estar ocorrendo um vazamento ou, dependendo do tempo de uso, a evaporação de parte deste fluído.

Em ambos os casos é necessário buscar auxílio técnico com um mecânico da sua confiança e, depois de corrigido o problema, realizar a substituição ou completar o nível do óleo da direção.

Atente-se sobre quando trocar o óleo da direção hidráulica

Alguns fabricantes recomendam a substituição do fluído da direção na faixa dos 40.000Km aos 60.000Km, outros aos 100.000Km.

 

Independente da recomendação, alguns proprietários sentem diferença no uso do veículo antes do período recomendado. O importante é estar atento e reconhecer alguns barulhos que possam parecer estranhos.

O uso prolongado do mesmo fluído de direção pode resultar também na oxidação deste óleo, caso isto aconteça, basta fazer a substituição por um fluído de qualidade superior, de preferência sintético.

O que fazer para aumentar a vida útil do sistema?

Um costume que pode prejudicar muito o sistema de direção hidráulica é o de segurar a direção do automóvel quando se atinge o final do curso. Mas não se preocupe, pois o simples fato de atingir o final do curso não é um problema, desde que se faça isso por poucos segundos, de maneira suficiente para concluir suas manobras.

O problema real acontece quando segura-se a direção nesta posição por muito mais tempo que o necessário, pois isso causa excesso de pressão nas mangueiras, resultando em possíveis vazamentos, e também o aumento excessivo na temperatura do fluído da direção hidráulica, o que causa sua deterioração.

Gostou deste post?

Você pode gostar...

Fale conosco pelo WhatsApp